Vamos tentar resumir aqui as principais vantagens de se utilizar fibra óptica, explicando de forma simplificada como ela funciona. Vamos lá?!!

Primeira vantagem: O Alcance
O cabeamento mais difundido no mercado, mais comum de se encontrar é o cabo baseado em Cobre, conhecido como cabo LAN (Local Area Network). Apesar de bem difundido nas estruturas de empresas e residências, esse cabo LAN tem o alcance limitado a 90 metros sem emendas. Já a Fibra óptica ultrapassa esse alcance atingindo quilômetros de distância, interligando redes de países pelo mundo!

Segunda vantagem: Capacidade de transmissão
A capacidade de transmição, pra quem não sabe, é medida em bits por segundo. Logo quanto mais bits por segundo, maior a capacidade de transmissão, okay? Outro conceito que precisamos saber é a nomenclatura dada a capacidade de transmição que começa em bit, kilo bits (1000 bits), depois mega bits (1 000 000 bits), em seguida giga bits (1 000 000 000 bits), tera bits (1 000 000 000 000 bits) e assim por diante.

Com essas informações em mente, temos o seguinte para os cabos baseados em cobre mais difundidos no mercado nacional:

  • Cabo LAN Categoria 5e: 100 Megabits por segundo
  • Cabo LAN Categoria 6: 1 Gigabit por segundo
  • Cabo LAN Categoria 6A: 10 Gigabits por segundo
  • Cabo LAN Categoria 7: 40 Gigabits por segundo

Lembrando que tudo isso limitado a uma distância máxima de 100 metros.

As fibras Monomodo (SM) são as que possuem o menor diâmetro de núcleo, e por terem o núcleo tão estreito e devido à sua forma construtiva não há reflexões da luz internamente ao núcleo, ou existe em proporções desprezíveis. Desta maneira, a luz "viaja" de forma direta (um único modo) entre a fonte luminosa e a recepção, conseguindo atingir longas distâncias (vários quilômetros) sem repetição do sinal de entrada. Porém, os equipamentos ativos, que possuem processamento de sinais, tornam-se mais caros. A inteligência embarcada e a precisão da eletrônica deixam, obviamente, a solução ativa mais onerosa ao consumidor.

As fibras SM têm uma capacidade enorme de transmissão de dados, na casa dos Terabits por segundo (Tbps), utilizando comprimentos de onda de 1310 e 1550 nm. São largamente utilizadas em backbones, sejam estes em LANs, CANs ou em MANs.

Fibras Multimodo

Já as fibras Multimodo (MM) são aquelas com núcleos maiores, 50 e 62,5 µm, com larguras de banda e taxas de transmissão variáveis. Hoje existem 5 tipos de fibras Multimodo: OM1, OM2, OM3, OM4 e OM5.

TipoNúcle (µm)Comprimento (M)Taxa de transmissão
OM162,52751 Gbps
OM2505501 Gbps
OM35024040 Gbps
75100 Gbps
OM45035040 Gbps
100100 Gbps
OM55044040 Gbps
150100 Gbps

Terceira vantagem: Imunidade a eletromagnetismo

Quarta vantagem: Custo